Festa do Livro

Festa do Livro
Seja bem-vindo.
Neste blog daremos conta das nossas actividades, palestras, exposições, etc.

Visite-nos e comente, sempre que lhe aprouver.

terça-feira, 30 de maio de 2017

Hora do Conto em Família "Orelhas de borboleta"


Decorreu no sábado, dia 27 de maio, mais uma hora do conto intitulada "Orelhas de borboleta", da escritora Luísa Aguilar.
Nesta história a autora aborda de uma forma divertida que todos temos diferenças, uns tem as orelhas grandes, outros o cabelo rebelde, uns são altos outros são baixos, magros ou rechonchudos... mas, até a mais insignificante característica muitas vezes por parte das crianças  é um motivo de troça.
Com este livro as crianças aprendem que todos os comentários depreciativos são reprováveis.
Aqui fica um excerto da história:

"- A Mara é orelhuda!
- Mãe, tu achas que eu sou orelhuda?
- Não, filha. Tens é orelhas de borboleta.
- E como são as orelhas de borboleta?
- São orelhas que revoluteiam na cabeça
e pintam as coisas feias de mil cores."



terça-feira, 23 de maio de 2017

Palestra - Um conto de Natal in "Novos contos da montanha" de Miguel Torga

Um conto representativo das inquietações do escritor Miguel Torga (1907-1995), pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha.
Após uma abordagem da vida do escritor, nascido em São Martinho da Anta, Vila Real, a oradora Maria José Areal conversou com os alunos do 8.º ano do Colégio de Campos sobre o conto "Natal" e a mensagem subjacente à vida do personagem deste conto, representação por um lado da fragilidade material e dureza da vida duma época e região e por outro lado da força, aceitação... que deve prevalecer no ser humano perante as dificuldades a suportar e/ou superar. Uma bela sugestão de leitura intemporal ou na época Natalícia.
A nossa gratidão pela disponibilidade voluntária da orientadora da nossa comunidade de leitores, Maria José Areal, que de forma apaixonada tem enriquecido a abordagem de autores de literatura portuguesa integrados no programa de Língua Portuguesa do 3.º ciclo e ensino secundário, motivando assim os mais jovens para a leitura e a descoberta da obra dos autores portugueses.











segunda-feira, 22 de maio de 2017

Hora do Conto em Família "As gravatas do meu Pai"

Da autoria de Pedro Seromenho "As gravatas do meu pai" foi o livro escolhido para a Hora do Conto de sábado, 20 de maio.

A história de um menino que tinha pressa em crescer e achava que se usasse as gravatas do pai penduradas no pescoço, se tornaria num senhor alto e importante. Claro que estava enganado e o seu pai para além de não aprovar a sua ideia de querer crescer depressa, quis demonstrar-lhe que afinal crescer não era assim tão fácil... e para isso mostrou-lhe a sua colecção de gravatas!

Será que conseguiu convencer o filho que não é fácil crescer e que a vida é uma escada que temos que subir dia a dia, degrau a degrau e durante anos?

Se queres saber o final desta bela história aparece na nossa Biblioteca.
Podes folhear e ler o livro ou, então, requisitá-lo para ler em casa!









sexta-feira, 19 de maio de 2017

Conferência "A poesia de Luís de Camões e o sentimento amoroso: do lirismo à epopeia"

Hoje, 19 de Maio de 2017, os alunos do ensino secundário do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira foram conduzidos pelos textos que celebram o amor nas diversas perspectivas de Luís de Camões, numa apresentação do Professor Doutor José Cândido de Oliveira Martins, estudioso literário e professor na Universidade Católica Portuguesa em Braga.
As (in)definições do amor, suas contradições e até heroismo... quer na lírica quer nos Lusíadas de Luís de Camões, foram abordadas numa perspectiva de aproximação à actualidade do conceito e vivências do AMOR









quinta-feira, 18 de maio de 2017

8.º aniversário da Comunidade de Leitores "Chá com Letras"

Dia 17 de maio de 2017 festejamos o 8.º aniversário da nossa comunidade de leitores, dando continuidade à leitura de Vergílio Ferreira, com o texto " O Encontro" do seu livro de "Contos".Encontro que finalizou com o habitual chá, neste dia acompanhado com bolo de aniversário!

Vergílio Ferreira foi um dos autores contemplados nas sessões de leitura ao longo deste ano e, nesse sentido, o Município de Vila Nova de Cerveira, no dia 5 de Abril, proporcionou a deslocação a Melo - Gouveia, de um grupo de cerca de cinquenta pessoas, numa actividade de extensão cultural da nossa comunidade de leitores, que esteve assim mais próxima dos espaços que fizeram parte da vida do autor, da sua obra e objectos pessoais, através do Roteiro literário Vergiliano, promovido pelo Município de Gouveia, a partir da sua Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira.

Ainda na nossa Biblioteca Municipal tivemos a oportunidade de contactar com a biografia e obra literária deste autor através de uma exposição bio-bibliográfica "Vergílio Ferreira: os caminhos da escrita ou o fascínio da arte".

Um agradecimento muito especial à orientadora da nossa comunidade de leitores, Maria José Areal, que de forma desprendida, entusiasta e profissional tem proporcionado à comunidade cerveirense um contacto mais próximo da obra literária de diversos autores portugueses ao longo destes oito anos. Sem a sua disponibilidade e dedicação voluntária não teria sido possível.
O nosso agradecimento também a todos os leitores que têm tornado esta Biblioteca cada vez mais viva, com a vossa participação e sugestões.

Aproveitamos para lembrar que a comunidade de leitura está aberta à participação de todos os que desejem aparecer às quartas-feiras pelas 15h00. De momento continuaremos a ler textos de Vergílio Ferreira e António Alçada Baptista, com uma paragem para férias de Verão em meados do mês de Julho.


No dia do 8.º Aniversário "Chá com Letras"










Na exposição "Vergílio Ferreira  - Os caminhos da escrita ou o fascínio da arte"




O Roteiro Literário Vergiliano em Melo - Gouveia













terça-feira, 16 de maio de 2017

Hora do Conto "A Fada Palavrinha e o Gigante das Bibliotecas"


No sábado, 13 de Maio, exploramos a história “A fada palavrinha e o gigante das bibliotecas", da autora Luísa Ducla Soares e da ilustradora Maria João Raimundo.

Toda a gente sabe que os reis têm grandes fortunas, mas de um rei que gastou todo o dinheiro numa biblioteca nunca antes se ouviu falar… Se mais desta história querem saber, estes versos têm de ler… Neles vos esperam além do rei, da rainha, da princesa, do príncipe, dos vassalos e dos soldados, muitas traças marotas, um gigante com grande apetite e uma fada, de seu nome "Palavrinha".