Festa do Livro

Festa do Livro
Seja bem-vindo.
Neste blog daremos conta das nossas actividades, palestras, exposições, etc.

Visite-nos e comente, sempre que lhe aprouver.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Clube das Histórias – da oralidade à escrita




















Tem como objectivo principal, passar a documento escrito a Memória de um Povo, que por via da morte de cada ser humano se vão perdendo pedaços das “Histórias de vida”.

1. Saber teórico da disciplina “História da Oralidade”;

2. A Memória, o Espaço e o Tempo
3. Que países utilizam esta metodologia como disciplina activa;
4. O porquê da sua aplicação;
5. Como se processa a aplicação no terreno;
6. Cuidados a ter em conta;
7. Metas a atingir;

Como saber fazer.

Enfeites para o Pinheiro de Natal













10 de Dezembro até 9 Janeiro 2011


Participantes:


-> Turmas do Pré-escolar e 1º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira


-> Trabalhos realizados pelos pequenos leitores da Biblioteca Municipal

Centro de Interesse - Rotas e destinos - para quem gosta de viajar




















Muitas das vezes, uma imagem vale mais que mil palavras na hora de escolher um destino para se visitar.

Para tal, a Biblioteca Municipal de Cerveira, põe ao dispor de todos os seus utilizadores, literatura adequada para fazer a escolha mais acertada na hora de partir.

sábado, 13 de novembro de 2010

Centro de Interesse - Música















Exposição dedicada à música

Em Novembro a Biblioteca Municipal proporciona aos seus leitores compassos melodiosos para todos os gostos.



"Não consigo escrever poesia:não sou poeta. Não consigo dispor as palavras com tal arte que elas reflictam as sombras e a luz,não sou pintor...Mas consigo fazer tudo isso com a música..."

Wolfgang Amadeus Mozart


“A música expulsa o ódio dos que vivem sem amor. Dá paz aos que não têm descanso e consola os que choram. Os que se perderam encontram novos caminhos, e os que tudo rejeitam reencontram confiança e esperança.”

Pablo Casals

Destinatários: Crianças, jovens, adultos

LETRAS E CORES, IDEIAS E AUTORES DA REPÚBLICA


















No ano em que se comemoram cem anos sobre a implantação da República, a Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLB), em colaboração com a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, apresenta a exposição “Letras e Cores, Ideias e Autores da República”.

A partir de textos de autores que marcaram decisivamente a cultura humanístico-literária em Portugal no final do século XIX e início do século XX, a DGLB convidou dez ilustradores (João Vaz de Carvalho, Afonso Cruz, Bernardo Carvalho, Marta Torrão, Teresa Lima, Rachel Caiano, Jorge Miguel, Carla Nazareth, Gémeo Luís, Alex Gozblau) a tratar plasticamente dez temas representativos do contexto social, político, cívico e cultural da época: Ultimatum, Monarquia, 5 de Outubro, Igreja, Educação, Mulheres, Modernismo, Grande Guerra, Chiado e Revistas. O resultado mostra de que forma literatura e arte, passado e presente, se podem cruzar de forma coerente e harmoniosa, dando corpo a um percurso fulcral da história portuguesa contemporânea: o triunfo da ideia republicana de cidadania, a instauração do regime, a participação de Portugal na I Grande Guerra e a vida política, social, cultural e artística deste período.


LETRAS E AUTORES

GUERRA JUNQUEIRO (1850-1923)

AQUILINO RIBEIRO (1885-1963)

JOSÉ RODRIGUES MIGUÉIS (1901-1980)

ABEL BOTELHO (1856-1917)

TOMÁS DA FONSECA (1877-1968)

MANUEL LARANJEIRA (1877-1912)

VIRGÍNIA DE CASTRO E ALMEIDA (1874-1945)

ANA DE CASTRO OSÓRIO (1872-1935)

JOSÉ DE ALMADA NEGREIROS (1893-1970)

JAIME CORTESÃO (1884-1960)

RAUL BRANDÃO (1867-1930)

REVISTAS LITERÁRIAS – A ÁGUIA, ORPHEU, SEARA NOVA


IDEIAS | CORES

Ultimatum | João Vaz de Carvalho

Monarquia | Afonso Cruz

5 de Outubro | Bernardo Carvalho

Igreja | Marta Torrão

Educação | Teresa Lima

Mulheres | Raquel Caiano

Modernismo | Jorge Miguel

Grande Guerra | Carla Nazareth

Chiado | Gémeo Luís

Revistas | Alex Gozblau

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

VOZ E MOVIMENTO

Som, ritmo, corpo, linguagem e sentido. Esta formação propõe uma experiência na área do movimento e da voz, que oferece aos participantes ferramentas de acção facilitadoras de criatividade para si próprios e para a sua prática pedagógica.
A VOZ como potencial de comunicação através de exercícios de preparação, descoberta, libertação, bem como composição sonora de voz, vozes e frases, resultante de uma experiência que se quer sentida, saboreada, rítmica, melodiosa…
O CORPO como local da sensação, caixa de ressonância, fisicalidade da expressão.

Destinatários:
Agentes Educativos (Professores, Educadores, Animadores, Técnicos, Pais…)
Colaboradores Locais


Entidade Organizadora:
aproximarte Projecto Pedagógico das Comédias do Minho
Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Conta uma vez, conta outra vez…

O Convento San Payo, apresenta uma adaptação da história Eu Ponto, um conto dramatizado pela Pantaliona, personagem residente do Convento. A história… “Qualquer linha que se trace começa por um PONTO. Qualquer frase que se escreve termina num PONTO final, PONTO de interrogação, PONTO de exclamação, dois PONTOS, PONTO e virgula e três PONTOS ou reticências. Se olharmos o céu encontramos um PONTO, muitos pontos, pontos infinitos, incontáveis e luminosos. Para remendar um rasgão cosemos ponto por PONTO. Até pode ser um PONTO de cruz ou PONTO cirúrgico. O mundo é um PONTO visto do espaço. A existência da vida começa por ser um único PONTO. Depois há o PONTO de encontro. Relógios de PONTO para picar o PONTO. Os PONTOS cardeais. Os PONTOS fortes e os PONTOS fracos. O PONTO frio e o PONTO quente. Ainda há o PONTO de vista, os PONTOS nos iii e o PONTO para contemplar os grandes desafios da vida para ler e seguir de fio a pavio, o percurso de um PONTO que queria ser diferente e PONTO.” Paula Viotti


Destinatários: Alunos do 1º ciclo


Local: Bibliotecas Escolares do 1º Ciclo


Calendário: